x

Informações Rápidas

O Objetivo Sorocaba é uma instituição de ensino particular que possui três unidades na cidade:

Centro Portal Zona Norte

Atendemos alunos do Berçário ao Pré-vestibular.

Fone: (15) 3332.9900

Siga-nos também em: Facebook.com/objetivosor

Notícias

Selecione uma categoria

10
10

Liberdade com responsabilidade: como exigir isso de um adolescente

Essa é uma das perguntas que nascem da falta de conexão real entre pais e filhos

Os grandes prazeres da vida exigem responsabilidades nem sempre assimiladas da forma correta na fase da adolescência. As dificuldades de diálogo com os pais estão diretamente relacionadas com a saúde mental. A presença de sintomas depressivos, ansiedade e estresse são exemplos destes problemas. Em outros casos, o adolescente chega a recorrer a grupos de amigos que usam substâncias químicas e tende a ser isolado ou conflituoso.

Há conflito sempre que um pai esquece que ele próprio já foi fruto daquelas dúvidas na adolescência. Há conflito quando a mãe comete julgamentos precipitados no lugar de oferecer amparo. Há conflito quando as conexões entre pais e filhos não são trabalhadas de forma natural e sistemática. É comum, na era moderna, que a família passe mais tempo no trabalho ou focada nas coisas de casa que na própria relação com os jovens.

À medida que os filhos crescem, a relação com a liberdade é pauta presente nos jantares de família. Nesse ínterim, encontramos diversos fatores que circundam a questão: escola, drogas, festas, amizades, futuro. Então, a pergunta "como exigir liberdade com responsabilidade do adolescente?" acaba se tornando, por vezes, a tônica de uma relação distante e sem vínculos.

Outro fator que dificulta o diálogo mais próximo são as altas expectativas que os pais criam em cima do adolescente. Muitas das vezes, expectativas irreais, que jamais serão correspondidas e, caso sejam, são sempre contra a vontade de alguém.

Segundo a Drª Roxana Vivar Cuba, psiquiatra do Departamento da Criança e do Adolescente Mental Health Institute Honorio Delgado-Hideyo Noguchi: "A comunicação é uma coisa natural que surge espontaneamente quando os pais e as crianças estão em contato constante. Se os pais são dedicados quase exclusivamente ao trabalho, vendo televisão e outras distrações, e muito pouco para seus filhos, os adolescentes irão vê-los como pessoas distantes e buscarão a comunicação com outros parceiros". Ela ainda diz: "Os pais têm que aprender a ser bons ouvintes, ou seja, escutar atentamente, sem questionar, criticar, julgar ou desacreditar. Só assim, poderão, gradualmente, incorporar-se ao mundo do filho".

Participe do Bate Papo Aberto e saiba como lidar com esta fase tão delicada. Inscreva-se agora neste evento gratuito, que acontece no dia 21 de outubro, das 9h às 12h, no Objetivo Centro (Rua Arthur Gomes, 51, Sorocaba/SP).

Comentários